Parte do coletivo Soylocoporti

E você já tá pra lá de Marraqueche

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Mentira

Hoje é o dia da verdade. Não dê bom dia e avise que está de TPM. Admita que arrumar todo esse cabelão dá trabalho e que, por ao menos um dia, você gostaria de ir despenteada ao trabalho. Olhe nos olhos do seu pai e diga que você não é feliz na universidade. Conte pra ele que você queria mesmo era plantar sua própria comida e, lá no fundo, sabe que pra isso não precisa da universidade. Diga a sua mãe que você não quer ser igual a ela. Que, na verdade, você quer um homem que a ame de verdade, independente de quanto dinheiro ele tem. Mostre que você descobriu que seu pai é um imbecil e que você não o ama de verdade. Aproveite e admita a si mesma que você e ele só estão juntos por puro interesse. Diga a sua namorada que sabia que uma mulher inteligente jamais o chamaria de meu amor, e, portanto aceitou ter uma namorada vazia e de peitos grandes. Aproveite e diga a ele que que você não o ama. Fale em voz alta que você sente atração por pessoas do mesmo sexo. Conte ao seu marido que você engravidou de propósito pelo dinheiro e por seu sonho de menina de ser mãe. Admita que só não está solteiro porque não consegue ficar sozinho consigo mesmo. Ou aceite que não está solteira por escolha. Diga a verdade, que você só é contra as cotas porque lá no fundo seu avô te ensinou a ter preconceito. E que é por isso que você agarra a bolsa quando um negro passa do seu lado. Aproveita e diz ao seu amigo babaca que essa piada machista só o faz parecer um boçal. Saiba que tá na hora de crescer e aceitar que você já poderia sair detrás das asas do papai, mas só não quer. Olhe no espelho e descubra que você nem gosta de política, mas escreve a respeito porque o bofe é intelectual e você nunca foi. Conte para sua melhor amiga que você morre de inveja dela e que é melhor manter uma inimiga mais perto ainda. Ou conte a ela que hoje vocês não têm nada a ver e que, por pena, não à abandona. Ao menos uma vez na vida, exponha o seu verdadeiro eu. Decida que vai sair sem maquiagem e chapinha e mostrar ao mundo que você é mais que um simples corpinho bonito (ou não). Rejeite o emprego dos sonhos do seu pai. Compre somente o que você acha bonito, mesmo que não seja aos olhos dos outros. Cante alto sem a vergonha de ser feliz, mesmo que seu amigo odeie essa música. Admita a espinha, os cachos; que não gosta de academia, que seus amigos são idiotas, que você nem sempre está feliz e que a vida toda tentou ser outro alguém.

(Precisamos de um dia para a verdade. Nossa cultura já está tão cheia de mentiras que nem tem mais graça o primeiro de abril.)

share save 171 16 Mentira
Deixe um comentário





Blog integrante da rede Soylocoporti